terça-feira, 14 de março de 2017

Moonlight

Um novo amor tem início enquanto cai o luar. Até aí nada demais. Além de influenciar o nível do mar, a lua até já iluminou os pensamentos dela e falou para ela que sem ela ele não vive.
A diferença é que o romance da vez é entre dois homens.

Sem pedir a opinião da caixa de comentários do G1, Moonlight chegou aos cinemas apresentando a jornada do californiano Chiron/ Black. 

O segundo longa do diretor Barry Jenkins foi reconhecido (com uma dose de polêmica) como melhor filme do ano pela academia do Oscar.

A história é contada a partir de três importantes capítulos na vida do protagonista - incluindo o reencontro com um amigo na vida adulta.

Enquanto Chiron toma conhecimento de si e da própria sexualidade, há espaço para narrar os primeiros contatos com as dores e delícias da vida.

Com ênfase para as dores.



Nenhum comentário:

Postar um comentário